terça-feira, 5 de janeiro de 2021

Senador Nelsinho Trad consegue garantir empenho de mais R$ 82,7 milhões para Mato Grosso do Sul

Desse valor, o parlamentar conquistou R$ 73 milhões apenas no último mês de 2020
 


O senador Nelsinho Trad (PSD) trabalhou até as últimas horas de 31 de dezembro de 2020 por Mato Grosso do Sul. Além dos R$ 163,8 milhões liberados ao longo do ano passado, conseguiu o empenho de R$ 177 milhões, dos quais R$ 94,7 já foram pagos no ano passado. Nos próximos meses será liberado o saldo de R$ 82,7 milhões que estão assegurados para os municípios de MS, conforme a execução de seus projetos.
 
Pela experiência parlamentar, o senador Nelsinho Trad buscou na virada do ano a famosa “raspa do tacho”, de verbas federais que estavam sem destinação específica.  “Com essa estratégia, conquistamos R$ 73 milhões em dezembro, entre eles R$ 20 milhões às 19 horas do dia 31 de dezembro, destinados à Orla Fluvial de Ladário e R$ 1,6 milhão para a revitalização da Avenida 9 de Julho em Fátima do Sul”, comentou o senador Nelsinho Trad.
 
De acordo com o senador Nelsinho Trad, o empenho cria para o Governo Federal a obrigação de pagar determinado valor, e é a última etapa antes do pagamento efetivo do recurso. “Com o trabalho da nossa equipe e articulação com o Governo Federal, conseguimos empenhar 182 contratos ao longo do ano passado”, destacou.
 
Bancada Federal
Como coordenador da bancada federal, o senador Nelsinho Trad informou que os deputados federais e senadores em conjunto incluíram 23 empenhos em 2020. Desses, são R$ 220 milhões do Ministério da Agricultura, Dnit, Fnac, Educação, Justiça, Ministério do Desenvolvimento Regional e da Saúde. Conforme a divulgação em Diário Oficial, já foram pagos cerca de R$ 72 milhões em 2020 de empenhos da bancada federal.
 
Se somar os valores empenhados da bancada federal com os valores empenhados pelo senador Nelsinho Trad, Mato Grosso do Sul assegurou em 2020 o montante de R$ 397,6 milhões do Governo Federal. Dos quais, R$ 166,7 milhões já foram pagos.

Neiba Ota 

Nenhum comentário: