quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Tio de Jarvis Pavão, ex-candidato a prefeito é morto a tiros de fuzil em Ponta Porã

Ex-vereador Chico Gimenez estava em prisão domiciliar

O ex-candidato a prefeito de Ponta Porã e tio do narcotraficante Jarvis Pavão, Francisco Novaes Gimenez, o "Chico Gimenez", foi morto por pistoleiros na madrugada desta quinta-feira (17) no município brasileiro que faz fronteira com o Paraguai.

De acordo com o site do jornal ABC Color, com informações da polícia local, homens armados com fuzis entraram na casa de Chico Gimenez e efetuaram cerca de 190 disparos, por volta das 3 horas desta quinta, enquanto o tio de Pavão dormia.

Chico Gimenez foi candidato a prefeito em Ponta Porã nas eleições de 2016 e 2008, mas não foi eleito. Antes, o empresário exerceu mandato de vereador no município e também disputou o cargo de deputado estadual.

Gimenez estava em prisão domiciliar após ter sido preso pela Polícia Federal no dia 7 de dezembro do ano passado em sua casa, enquanto ocorria uma reunião de integrantes do grupo de Jarvis Pavão para planejar a resposta ao ataque contra o sobrinho do narcotraficante que ocorreu dias antes no centro de Pedro Juan Caballero. Pedro Gimenez, 24 anos, escapou ileso do ataque, 12 pessoas foram presas.

Buracos causados por tiros de fuzil
dentro da casa de Chico Gimenez
Houve também a apreensão de sete armas, seis delas pistolas Glock 9mm de uso restrito e um revólver calibre 38, além de 16 carregadores de pistolas Glock, sendo oito com capacidade para 30 munições e 27 celulares.

Os homens também estavam com US$ 54.7 mil, oito veículos, sendo quatro blindados, aproximadamente 400 munições de diversos calibres, a maioria 9mm, e documentos diversos.

Com a morte de Chico Gimenez, o clã de Jarvis Pavão é considerado praticamente desarticulado na fronteira com o Paraguai. Em seu lugar, Sergio de Arruda Quintiliano Netto, conhecido como Minotauro, é apontado como futura liderança do tráfico local.

Quatro caminhonetes foram encontradas incineradas após o ataque.

Nenhum comentário: