sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Foragido da justiça morre em confronto com a Polícia Militar durante assalto

Caso aconteceu por volta das 20h30 de ontem (24), na Vila São Jorge da Lagoa, em Campo Grande
Foragido do sistema prisional, Márcio Marcelo Vieira da Costa, 24 anos, morreu em confronto com a Polícia Militar após cometer dois roubos na região sul. O caso aconteceu por volta das 20h30 de ontem (24), na Rua Polônia, na Vila São Jorge da Lagoa, em Campo Grande.

Conforme boletim de ocorrência, umas das vítimas contou que por volta das 21h, saía do açougue onde trabalha na Rua Fátima do Sul com a Polônia, quando foi surpreendido pelo suspeito armado que anunciou assalto dizendo: “Só quero a moto”. Na sequência, o autor fugiu levando a motocicleta Honda CG 160 Fan da vítima.

A polícia foi acionada e durante rondas foi informada de outro roubo em uma sorveteria, no cruzamento das ruas Península com a dos Recife. O autor tinha as mesmas características do suspeito que havia acabado de levar a motocicleta em frente ao açougue. A equipe policial, então, foi até a Rua Nova América na casa de um suspeito que havia praticado crimes na região em data anterior.

Chegando ao local, a equipe encontrou a motocicleta no quintal do imóvel com as mesmas características dá que havia sido roubada. Quando a polícia se preparava para entrar na casa, o suspeito saiu na porta, não obedeceu a ordem de abordagem e sacou a arma, segundo a PM. Foram feitos disparos e Márcio acabou baleado com dois tiros na região do abdômen e do umbigo.

Ele foi socorrido pela própria polícia ao Hospital Regional, onde morreu. A arma encontrado com Márcio era de brinquedo.

Na cozinha da residência dele, foram encontrados dois celulares e uma quantia em dinheiro. Na delegacia, as vítimas de 34 e 44 anos reconheceram os objetos que tinham sido roubados pelo suspeito. O autor era foragido do sistema prisional.Na semana passada, dois assaltantes também morreram em confronto com policiais do Batalhão de Choque. Márcio Marcelo respondia a vários processos na Justiça por furto, roubo e crimes do sistema nacional de armas.

Nenhum comentário: