quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Fábio Trad é eleito o melhor parlamentar do ano pelo projeto Ranking do site políticos.org

Ele superou 593 políticos que atuaram em 2018 no Congresso Nacional. A organização não-governamental, que criou o ranking, faz comparações dos políticos de todo o Brasil.
“Classificamos os senadores e deputados federais do melhor para o pior. Sabemos que existe uma enorme quantidade de corruptos e incompetentes na política brasileira. No entanto, se votarmos em massa nos melhores (ou menos piores), incentivaremos uma melhoria no panorama político do Brasil. Nossa meta é oferecer informação para ajudar de forma objetiva as pessoas a votarem melhor, levando em consideração principalmente o combate à corrupção, privilégios e desperdício da máquina pública. Somos um site particular criado por dois administradores de empresa. Não somos filiados a nenhum partido político ou grupo de interesse”, diz trecho de texto que explica o ranking do site políticos.org.

De acordo com o estudo, Fábio Trad tornou-se o melhor parlamentar do ano numa disputa apertada com o colega Eduardo Barbosa, deputado federal de Minas Gerais. Fábio conquistou 143 pontos e Eduardo, 142.

Note como Fábio destacou-se na bancada sul-mato-grossense, em Brasília, deixando muito para trás os parceiros sul-mato-grossenses.

Depois dele quem mais se sobressaiu no ranking dos melhores parlamentares do país, foi a senadora Simone Tebet (MDB), que ficou com a 93ª posição.

E, depois dela, o senador também emedebista Waldemir Moka, que obteve pontos que o assegurou o 112º lugar.

Já os futuros ministros do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) a deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS) e Luiz Henrique Mandetta ficaram bem distantes de Fábio.

Tereza, que assume em janeiro o ministério da Agricultura, foi posicionada como 179ª no ranking dos melhores parlamentares deste ano; já Mandetta, escolhido como ministro da Saúde a partir do ano que vem por Bolsonaro, alcançou a 259ª posição.

ALERTA

O site políticos.org informa a importância do projeto do ranking dos melhores:

"Consertar os problemas brasileiros só pode ser feito pelas vias políticas, ou seja, votando e implantando leis boas. Como os políticos são os maiores beneficiários da situação atual, não é fácil fazê-los votar leis que prejudiquem a si mesmos. A boa notícia é que mesmo os políticos mais corruptos também dependem de votos, portanto, se a população votar melhor, consequentemente teremos políticos melhores e, aos poucos, pode-se aumentar a qualidade dos nossos representantes públicos. Com o tempo, se conseguirmos dezenas de milhões de eleitores acompanhando o Ranking, além de colocar para fora os corruptos, ainda criaremos um forte incentivo aos demais políticos para se comportarem bem, pois saberão que se trabalharem mal, perderão pontos no ranking”.

Para demonstrar confiabilidade na escolha dos melhores parlamentares do ano, o políticos.org, diz de onde sai a renda que banco o levantamento:

“O ranking é uma iniciativa particular dos fundadores, que são também os principais financiadores do projeto. Recebemos também doações voluntárias de pessoas físicas. Entendemos que esse site é uma contribuição para melhorar a cidadania no Brasil e queremos permanecer sempre independentes. Além disso, se alguém quiser contribuir com nosso trabalho, basta nos enviar informações sobre os políticos e ajudar na divulgação de nosso site e redes sociais”.

Nenhum comentário: