sábado, 27 de outubro de 2018

Muito prazer, Deputado! Meu nome é Jaraguari!

Bom, já que insistem eu vou falar, aliás escrever porque o papel eterniza e o que tenho a dizer precisa resistir ao vento para se firmar na história. Meu nome é Jaraguari e tenho 65 anos. Não me considero jovem, mas adolescente mesmo, cheio de paixão e viço, pronto a encarar qualquer desafio que me impeça o crescimento.

Muitos me conhecem pela placidez dos meus cantos. Alguns até me comparam com a melodia de uma seresta que encanta com a elegância melancólica de sua métrica. Se eu fosse uma cor, houve quem dissesse que eu seria muitas delas, assim como o arco-íris que se projeta logo depois das “chuvas de manga” quando umedecem meus campos férteis.

Sim, sou muitos em um, por isso os olhares simplistas não conseguem me decompor, tornando-me alvo de preconceitos e estigmas. Se eu me importo com isso ? Claro que não, porque sei que o melhor verso não é o que melhor rima, mas o que mais diz ao coração do poema. Eu sou a uma poesia em forma de cidade. Basta saber me olhar!

E foi um desses olhares rasos que, semana passada, me fez novamente conhecido pela distorção do preconceito. Estava eu trabalhando com meus filhos concentrado em apressar o progresso quando ecoou a voz irônica de um deputado decidido a realçar minha suposta pequeneza. Disse ele ao vivo em entrevista que o Bolsonaro é tão incompetente que não conseguiria nem mesmo me administrar...

Mais uma facada em minha autoestima? Se o objetivo do deputado foi o de apequenar-me como exemplo maior (ou menor?) de insignificância geo-política, lamento informá-lo que essa carapuça não visto. Caro deputado, existe uma grande diferença entre ser uma pequena cidade e ser uma cidade pequena. Aliás, a mesma entre grande homem e homem grande.

Sou uma pequena cidade, mas meu povo jamais me deixou ser uma cidade pequena. Não cresço por gigantismo descontrolado, afinal de que adianta ser grande com uma alma pequena? E olha que falando em alma, as manhãs da minha inspiraram o despertar musical do menininho que canta e é aplaudido por milhões de pessoas.

É verdade que sobre meu chão vivem menos de dez mil pessoas, mas lhe garanto deputado que nenhum deles me troca por outro recanto deste mundo de meu Deus. Sabe por que? Porque nascer em meus braços não é para muitos, mas para os escolhidos.

Portanto, deputado, antes de continuar me reduzindo ao tamanho do respeito que tem por Bolsonaro, faço-lhe um convite: venha me visitar mais vezes, talvez assim passe a me conhecer melhor.
Sou do tamanho do mundo porque sou grande para quem importa.

Eu sou Jaraguari!

Nenhum comentário: