quarta-feira, 2 de maio de 2018

Em audiência com ministro do Desenvolvimento, Fábio Trad luta por verbas para projetos sociais de Campo Grande



Sob o olhar do ex-ministro Osmar Terra, deputado entrega projetos ao ministro do Desenvolvimento, Alberto Beltrame. Ao todo são oito projetos da administração municipal que beneficiam pessoas de diversas áreas, como agricultura familiar, terceira idade e crianças com microcefalia

O deputado federal Fábio Trad (PSD-MS) esteve nesta quarta-feira (2) em audiência no gabinete do novo ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, com a missão de solicitar recursos da União para importantes projetos da administração municipal de Campo Grande que beneficiarão cidadãos e cidadãs em estado de vulnerabilidade social na capital do Mato Grosso do Sul.

“Agradeço o apoio fundamental do ex-ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra (MDB-RS). Foi uma audiência extremamente produtiva. Fui muito bem recebido pelo ministro Beltrame, que tem um enorme carinho por Campo Grande e por Mato Grosso do Sul e mobilizou a equipe técnica do Ministério já para as primeiras providências no sentido de viabilizar, senão todos, pelo menos grande parte dos pleitos”, celebrou o parlamentar que entregou oito projetos da administração municipal de Campo Grande diretamente ao ministro.

Entre os projetos da administração do prefeito Marquinhos Trad, cinco tem forte apelo econômico-social, de inclusão e geração de renda por estimular as inúmeras famílias que sobrevivem da agricultura familiar em Campo Grande bem como todo a cadeia produtiva do setor na capital: Implantação de mercados públicos; Fomento ao desenvolvimento da produção agropecuária da Agricultura Familiar; Estruturação de serviços de apoio técnico à piscicultura da agricultura familiar; Do campo à Mesa: comercialização da produção da agricultura familiar; e Fomento à produção de hortaliças e frutas orgânicas da agricultura familiar.

Já o Restaurante Popular Solidário atenderá os moradores dos grandes bolsões de vulnerabilidade socioeconômica de Campo Grande, sobretudo Caiobá, Lageado e Los Angeles, com boa alimentação a preços acessíveis.

Entre os projetos apresentados também estão o Centro-Dia do Idoso, que beneficiará pessoas com mais de 60 anos em situação de risco e carência social nas regiões de Anhanduizinho e Lagoa; e o Centro-Dia de Microcefalia, que oferecerá durante os períodos matutino e vespertino cuidados complementares e suplementares às crianças com tal condição neurológica e seus familiares. No local, uma ampla gama de serviços que irão desde os cuidados básicos de vida diária, higiene, alimentação até vestuários, apoio de acessibilidade de comunicação, compreensão, visão e audição.

Nenhum comentário: