quinta-feira, 17 de maio de 2018

Comandante-Geral da PM entrega prêmio "Tenente-coronel PM Ana Neize Baltha" à senhora Maria da Penha em solenidade promovida pela OAB-MS

O Comandante-Geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, Coronel PM Waldir Ribeiro Acosta, entregou o prêmio "Tenente-Coronel PM Ana Neize Baltha", a senhora Maria da Penha Maia Fernandes, mais conhecida como "Maria da Penha", vítima emblemática de violência doméstica que dá nome à Lei 11.340/2006, em evento promovido pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – MS, Dr Mansour Elias Karmouche, no plenário da OAB/MS.

A solenidade de entrega do prêmio Tenente-Coronel PM Ana Neize Baltha promovida pela PMMS ocorreu no dia 20/03 no plenário do Tribunal de Contas em Campo Grande (MS) e por motivos de agenda a senhora Maria da Penha não pode comparecer no evento, sendo que na oportunidade de ontem o Coronel PM Waldir fez questão de pessoalmente entregar a comenda em solenidade na OAB/MS.

O prêmio Tenente-Coronel PM Ana Neize Baltha foi instituído pela Polícia Militar do Mato Grosso do Sul em 8 de março de 2010 e é conferido anualmente pela Corporação a mulheres que tenham demonstrado dedicação e trabalho em prol de uma segurança pública mais humana, democrática e comunitária.

Maria da Penha Maia Fernandes é uma farmacêutica bioquímica cearense e constitui o marco recente mais importante da história das lutas feministas brasileiras. Depois de ter seu sofrimento conhecido em todo o mundo, é que Maria da Penha viu o Brasil reconhecer a necessidade de criar uma lei que punisse a violência doméstica contra as mulheres. Para ela, a lei que leva o seu nome significou dar às mulheres uma outra possibilidade de vida.

O Comandante-Geral da PMMS, Coronel PM Waldir Ribeiro Acosta, destacou a importância que a a lei Maria da Penha tem para toda sociedade, contribuindo para que o número de assassinatos de mulheres vítimas da violência doméstica sejam sanados e, no ensejo, parabenizou a senhora Maria da Penha pela força e coragem em ajudar tantas mulheres a denunciar os abusos causados no lar.

Nenhum comentário: