sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Em alusão ao mês da prevenção do suicídio, câmara municipal abordou o tema com testemunho de vida

A sessão ordinária desta quinta-feira (14), contou com a participação de José Roberto Gomes, que usou a Tribuna para falar sobre a “Prevenção ao Suicídio”, pela ocasião do “Setembro Amarelo- Mês da Prevenção do Suicídio”. O convite foi feito pela vereadora Enfermeira Cida Amaral.

José Roberto Gomes em seu discurso contou seu testemunho de vida: "Perdi minha esposa e meu filho de dois anos no dia 10 de dezembro de 2016”.

Na ocasião, José Roberto Gomes leu a carta de despedida que sua esposa deixou antes de cometer o suicídio e emendou: "Esta questão do suicídio é um tabu na sociedade, sabemos que infelizmente, algumas condutas religiosas condenam o suicídio e a própria população, mas hoje com minha experiência de vida quero poder contribuir com aquelas pessoas que estão enfrentando algum problema e acreditam que a solução é o suicídio”, contou.

José Roberto de Gomes afirmou que doença mental não escolhe raça, religião e condição financeira. "Doença mental não escolhe se a pessoa é rica, pobre, branca, negra e nem qual religião pertence, quando a pessoa acredita que não tem mais para onde recorrer, pensa no suicídio como solução”, reforçou.

"A pessoa com doença mental precisa ter confiança nas pessoas do seu convívio, é importante a família ter um vínculo intenso e verdadeiro”. José Roberto na Tribuna relatou também o caso de uma jovem que sofria de depressão e recorreu a sua professora para pedir ajuda, "esta professora conquistou a confiança desta aluna e graça a esta relação, salvou a vida desta jovem que pensava que o suícido era a saída”, afirmou.

"Quero contribuir neste mês da conscientização da prevenção do suicídio, na extrema importância dos relacionamentos saudáveis na família, no emprego, sejamos sensíveis, para que as pessoas tenham liberdade de nos procurarem e termos diante disso, o privilégio de ajudar alguém”, frisou.

De acordo com José Roberto Gomes, o suicídio é um alvo para algumas pessoas e, é preciso mostrar para estas pessoas que o sol sempre volta a brilhar.


Nenhum comentário: