sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Polícia Militar de Mato Grosso do Sul habilita e forma 51 praças para o cargo de 2º Tenente

A Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul (PMMS) realizou na tarde desta sexta-feira (29.09) a formatura de 51 policiais que concluíram o Curso de Formação de Habilitação de Oficiais (CHO) 2017. O curso habilitou Subtenentes policiais militares para o cargo de 2º Tenente QOAPM.

O Curso de Habilitação de Oficiais teve início em 06 de março de 2017 com duração aproximada de 07 meses, totalizando 1200 horas-aula presenciais, com atividades que possibilitaram novas práticas, consciências e habilidades, dotando o oficial de capacidade de análise de questões atuais que envolvem o comando na execução das práticas específicas de administração geral e financeira.

O CHO está entre os cursos que foram autorizados em 2017 pelo governador Reinaldo Azambuja. A promoção na carreira policial militar é um ato administrativo, e tem como finalidade básica o preenchimento seletivo das vagas pertinentes ao grau hierárquico superior, a fim de assegurar o fluxo regular e equilíbrio nos diferentes quadros da instituição.

Para o comandante-geral da PMMS, Coronel Waldir Ribeiro Acosta, a formatura de novos oficiais é um momento importante para a instituição. “A conclusão do curso reflete a superação de desafios. A segurança pública precisa de policiais motivados e qualificados. Tenho certeza que contribuirão muito mais para instituição e a para a segurança da sociedade”, afirmou o Coronel Waldir.

A solenidade que aconteceu no Quartel do Comando-Geral contou com a presença do Secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica (Segov), Eduardo Riedel, do Subcomandante da PMMS, Coronel Valdecir Escalhar, do Chefe do Estado-Maior da PMMS, Coronel Paulo Rogério Carvalho Silva, entre outras autoridades civis e militares.



Policiais Militares foram condecorados com a Medalha Prêmio da Polícia Civil

O Comandante Geral da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul, Coronel Waldir Ribeiro Acosta, prestigiou na manhã desta sexta-feira (29/9), da solenidade de outorga de medalhas em comemoração ao Dia do Policial Civil, comemorado anualmente no dia 29 de setembro. A Medalha Prêmio, instituída por meio do Decreto n° 5.281/1989 e outorgada pelo Decreto n° 4.609/17, representa a mais alta comenda da Polícia e é concedida para pessoas que prestaram relevantes serviços à instituição.

Foram agraciados com a Medalha Prêmio, o Subcomandante Geral da PMMS Coronel PM Valdecir Escalhar, o Comandante do Comando de Policiamento Metropolitano Coronel PM Renato Tolentino Alves, o Assistente do Comandante Geral Tenente-coronel Voltaire Flamarion Garcia Diniz e o Cabo PM Rodney Rellington Silva dos Santos, do 3º BPM de Dourados.

O Comandante-Geral da PMMS, Coronel Waldir Ribeiro Acosta, parabeniza os agraciados ressaltando que a homenagem é o reconhecimento pelo trabalho desenvolvido e o resultado das ações de cooperação entre as instituições de segurança.

GRATIDÃO!

Um ideal e determinação uniram os novos Oficiais do Quadro Auxiliar da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul/2017, o qual me sinto honrado por ter sido escolhido Nome de Turma, segue a estes minha eterna gratidão.

Um sonho é lapidado, impulsionado e fortalecido até tornar-se realidade e felizes são os que se empenham por alcançá-los.

A compreensão nos conforta, os obstáculos nos desafiam, e diante dos percalços encontrados no caminho, só podemos contemplar os resultados. Parabéns!

Que juntos façamos o bem para toda nossa sociedade, com muita paz, simplicidade e dedicação. Fazer o bem, faz bem.

Felicidades aos formandos, familiares e amigos; incluindo todos que contribuíram para a realização deste Curso.

Que Deus abençoe cada um de nós com muita fé, serenidade, saúde e sabedoria.

Uma ótima sexta-feira com muitas alegrias e um excelente final de semana.

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

APRIMORAR NOSSO SER

Durante a caminhada sofremos muitas quedas e aprendemos a contornar os obstáculos com as experiências vivenciadas nas lágrimas que caíram naqueles momentos mais difíceis.

Aprendemos que na colheita das amizades uma palavra amiga, um abraço fraterno, um pequeno gesto ou atitude carregam nosso ser para a paz interior e a serenidade.

Numa vida tão efêmera não temos tempo para viver no passado, mas sim precisamos com toda intensidade possível abraçar aqueles que amamos, proferir uma palavra como obrigado, bom dia, boa tarde ou boa noite, sabedores que a força dos nossos sentimentos possibilitará acolher e confortar cada pessoa no momento exato.

A inspiração pela vida e a renovação da alma estarão presentes na nossa simplicidade, na alegria e na espiritualidade que nos permite evoluir sob todos os aspectos.

Que Deus nos permita elevar nosso espírito para o bem a cada novo dia.

Um ótimo e abençoado dia!!

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Proposta do Comandante-Geral da PMMS e demais colaboradores, que altera o Estatuto dos Militares Estaduais, é aprovada pela Assembleia Legislativa

Foi aprovada na manhã de hoje (27), em votação unânime na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, o Projeto de Lei complementar decorrente de proposta construída pelos comandantes-gerais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, Coronel PM Waldir Ribeiro Acosta e Coronel BM Esli Ricardo de Lima, através de comissões formadas dentro das respectivas instituições, com apoio do Deputado Estadual Coronel David.

O projeto de lei complementar altera a redação e acrescenta dispositivos à Lei Complementar nº 053, de 30 de Agosto de 1990, que dispõe sobre o Estatuto dos Militares do Estado de Mato Grosso do Sul.

A redação aprovada para o inciso VI do artigo 47 modificou a previsão de vedação aos policiais militares do direito à promoção e a frequentar cursos e estágios de formação, habilitação e aperfeiçoamento, enquanto for réu em ação penal comum pela prática de crime doloso. A proposição agora aprovada enfatizou que a antiga regra fere o princípio constitucional da presunção de inocência.

Nova redação sugerida ao 3º parágrafo do artigo 45 e 4º parágrafo do artigo 46 definiu que o Oficial, Aspirantes-a-oficial e as Praças, que estiverem submetidos aos Conselhos de Justificação e de Disciplina não poderão, em hipótese alguma, integrar o Quadro de Acesso para fins de promoção, por qualquer critério, ainda que o procedimento esteja suspenso, a qualquer título.

O policial militar agora tem garantido o direito à promoção e a frequentar os cursos ou estágios que houver, independentemente de figurar como investigado ou processado criminalmente; exceto se estiver submetido a Conselho de Justificação, se Oficial, ou a Conselho de Disciplina, se Aspirante-a-Oficial ou se Praça, mantidos, ainda, os demais impedimentos estabelecidos na legislação pertinente.

Foi definido, ainda, que, pela alteração à redação da alínea “d” do § 3º do artigo 131, o tempo de serviço do militar estadual, decorrido de pena restritiva de liberdade, será contado para todos os efeitos nos casos de concessão de suspensão condicional da pena e de retorno do policial militar ao exercício de suas atividades profissionais.

O acréscimo do § 6º do artigo 131 permite que seja computado exclusivamente para fins de transferência para a inatividade, como tempo de contribuição, o tempo em que o militar estiver cumprindo pena privativa de liberdade, sem a prestação do efetivo serviço, mas com a manutenção da contribuição para o Regime de Previdência pertinente à carreira do militar estadual.

Por fim, o § 7º, acrescido ao artigo 131 permite que seja computado, para todos os fins legais, o tempo em que o militar estiver cumprindo pena restritiva de direito, desde que tenha sido mantida a prestação do efetivo serviço.

O comandante-geral da Polícia Militar, Coronel PM Waldir Ribeiro Acosta, afirmou que “os militares estaduais alcançaram avanços com a expressão de equidade e legalidade das novas redações” e ressalta que “o apoio do Deputado Coronel David foi indispensável à tramitação e aprovação de alterações no Estatuto”.

Comandante-Geral da PMMS se reúne com Deputados na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul

Na manhã desta quarta-feira (27), o Comandante-Geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, Coronel PM Waldir Ribeiro Acosta, se reuniu com o Deputado Estadual Júnior Mochi, Presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, e com o Deputado Coronel David e Deputado Zé Teixeira.

Integraram a comitiva do Comandante-Geral, o Tenente Coronel Cleder, Chefe da PM-4 e a Tenente Coronel Neide da Policlínica da PMMS. Durante a reunião foram tratados diversos assuntos, com destaque para o aperfeiçoamento das condições logísticas da instituição e avanços em pautas legislativas.

O Coronel Waldir destacou que a PMMS conta com o apoio constante da Assembleia Legislativa na incessante busca por melhorias do serviço prestado à sociedade Sul-mato-grossense e tem os Deputados Estaduais como importantes parceiros neste diapasão.

ESTAÇÃO INTERIOR

De todas as belezas existentes pelo caminho é preciso que olhemos para dentro de nós, construindo e reconstruindo sentimentos, renovando nossa alma, fortalecendo nosso espírito e acendendo a chama propulsora capaz de impulsionar com alegria o quanto a vida é bela para ser vivida em prol de alguém.

Um excelente dia e que Deus ilumine e abençoe nosso caminho!!


terça-feira, 26 de setembro de 2017

ALEGRIA RENOVA NOSSAS VIDAS

A alegria de viver é um momento ímpar no qual devemos aproveitar cada instante, já que assim como o tempo não volta mais, o que não fizermos também não voltará.

Que com muita sabedoria, saúde e equilíbrio consigamos compreender que a vida é bela e com fé renovamos nossa esperança para realizarmos tudo o que almejamos.

Que Deus abençoe, guie e ilumine nossa jornada.  Excelente dia de paz, luz e bem.

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Comando-Geral agradece aos integrantes da PMMS pela contribuição em colocar o Estado no 5º lugar nacional no quesito segurança pública

Mato Grosso do Sul é o 5º colocado no Ranking de Competitividade dos Estados e também o 5º colocado no pilar segurança pública, neste quesito avançou nove posições. De acordo com o estudo, a pontuação de MS foi de 76,4, numa escala de zero a 100, o desempenho foi considerado acima da média nacional que é 46,2.

O estudo é desenvolvido anualmente, desde 2011, pelo Centro de Liderança Pública (CLP), em conjunto com a Tendências Consultoria e a Economist Intelligence Unit. O Ranking de Competitividade é composto por 10 pilares. Por sua vez, cada um é formado por um conjunto de indicadores, no caso da segurança pública os que tiveram avanços significativos neste ano foram mortes a esclarecer, segurança no trânsito, segurança patrimonial e segurança pessoal.

O Comandante-Geral, Coronel Waldir Ribeiro Acosta avalia que os resultados foram alcançados em razão de investimentos do MS Mais Seguro, realizado pelo Governo do Estado. No entanto, ressalta o investimento no capital humano como condição Sine qua non para a obtenção do resultado tão expressivo, concretizado pelo empenho e dedicação que os integrantes da Polícia Militar têm desprendido para melhorar o atendimento à população sul-mato-grossense.

“Com certeza os investimentos em equipamentos foram importantes para o alcance do resultado apresentado pela pesquisa, mas o que mais nos orgulha é saber que temos um efetivo altamente dedicado e comprometido com a segurança de nossa sociedade em todos os rincões de nosso Estado. Em nome do Subcomandante-Geral Coronel PM Valdecir Escalhar e do Chefe do Estado-Maior Coronel PM Paulo Rogério de Carvalho, quero externar nossos agradecimentos aos nossos heróis e heroínas policiais militares, pois a dedicação e comprometimento dos senhores e senhoras fizeram a diferença no resultado alcançado”, destacou o coronel Waldir.

Encerrando a Semana Nacional de Trânsito 2017

"Concito a todos a respeitarmos as leis para a construção de um trânsito melhor. Parabenizo todos os Policiais Militares, que diuturnamente contribuem para um trânsito mais seguro e, conseqüentemente, preservam vidas."

PALAVRAS

As palavras transformam, acolhem, libertam, aprisionam e moldam o mundo. Depende de quem as usam, seu texto e contexto histórico sobrevoam o imaginário das pessoas e definem exatamente os caminhos que estamos a percorrer.

As palavras ferem, não tem volta, machucam e tocam na alma. As palavras também podem ser leves como uma pena, suaves ao chegar nos nossos ouvidos e alegres como uma canção que nos mostra a beleza da vida e do amor.

Sabemos que elas são flechas certeiras, uma vez lançadas, não existe o retorno, então que saibamos utilizá-las na sua essência mais sublime na qual o amor, a espiritualidade e o respeito ao próximo serão nossos eternos condutores das boas novas.

Que Deus nos ilumine, guie e nos oriente a proferir o bem e a cultivar a paz.

Ótimo dia e uma semana realizadora, afinal de contas, você escolherá cada palavra a proferir.

sábado, 23 de setembro de 2017

Código de Trânsito faz 20 anos, mas acidentes fatais ainda geram preocupação

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) completa hoje (23/09) 20 anos. Criado pela lei 9.503, o CTB tem 341 artigos e 688 resoluções inseridas ao longo do tempo, na tentativa de se buscar uma perfeição de normas.

Mesmo considerada boa por especialista, a legislação ainda não tem sido suficiente para tirar o Brasil de uma posição nada invejável no ranking mundial de mortes no trânsito: o quarto lugar, depois da China, Índia e Nigéria.

Os dados oficiais mais recentes do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, são de 2015, quando 38.651 morreram vítimas de acidentes de trânsito. Esse número foi 11% inferior a 2014, mas ainda elevado e em ritmo lento diante do propósito de um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU), que é reduzir as ocorrências à metade no fechamento da década, em 2020.

Os casos envolvendo automóveis caíram 23,9% e os óbitos por atropelamentos, 21,5%. Já os registros referentes a motociclistas diminuíram com intensidade menor (4,8%).

De acordo com esse relatório, o estado de São Paulo foi o que mais conseguiu reduzir o número de vítimas fatais ao passar de 7.303 (em 2014) para 6.134 (em 2015), uma baixa em termos absolutos de 1.169 óbitos.

Em seguida aparece o Rio de Janeiro (de 2.902 para 2.193), o que significa 709 mortes a menos, e Bahia, onde 2.265 pessoas perderam a vida em 2015, ante 2.737, em 2014, uma diferença de 472.

Lei Seca

Para o Ministério da Saúde, essa redução “pode estar relacionada à efetividade das ações de fiscalização após a Lei seca”, implantada há 9 anos. Em suas considerações, a pasta destaca que, “além de mudar os hábitos dos brasileiros, a lei trouxe um maior rigor na punição e no bolso de quem a desobedece”.

O condutor flagrado dirigindo sob efeito de qualquer quantidade de bebida alcoólica está sujeito a multa de R$ 2.934,70, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Na reincidência, o valor é dobrado.

Uma outra explicação é o desaquecimento no mercado interno de veículos e também a integração dos municípios ao Sistema Nacional de Trânsito (SNT). De acordo com o ministério, nas localidades onde foram criados os órgãos executivos de trânsito foi constatado um recuo de 12,8% no registro de mortes provocados por acidentes, enquanto nos demais ocorreu queda de 8,9%.

Internações

Os dados indicam também uma redução de 1.018 casos de feridos internados, mas que, igualmente, revela um saldo expressivo. Tiveram de ser hospitalizados 158,7 mil vítimas. Apesar dessa queda, quando são analisadas isoladamente, as ocorrências mostram crescimento em relação aos acidentados com motocicletas, que tiveram um aumento de 4.061 no total de casos, e com bicicletas, 1.669.

Sem contar os transtornos aos pacientes e familiares e as despesas previdenciárias, essas internações geraram um custo de R$ 242 milhões para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Por meio de nota, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, informou que a questão “ é um problema que precisa ser enfrentado com muita clareza e determinação de toda a sociedade, pois causa danos às famílias que acabam perdendo seus entes queridos”.

Francisco Garonce, coordenador de Educação do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), considera significativo o resultado obtido no combate à violência no trânsito, mas vê como “uma meta ambiciosa” a tentativa de reduzir à metade os casos de acidente com morte nesses próximos três anos.

Segundo ele, uma das medidas em curso é a reestruturação do processo de formação dos condutores pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), em que deverão ser adotadas regras mais claras em torno das provas teóricas e práticas para a expedição da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

”Com mais clareza em torno de todas as habilidades que o condutor deve ter, diminui aquele nervosismo por imaginar se o examinador é bonzinho ou ruim”, disse Garonce.

Preparação pedagógica

O coordenador informou também que um estudo do Observatório Nacional de Segurança Viária, aprovado pelo Contran, foi entregue esta semana ao Ministério de Educação (MEC). Trata-se de uma proposta para adoção de um método pedagógico no ensino fundamental visando à formação dos alunos das nove séries em educação do trânsito.

Resultado de quatro anos de trabalho, esse estudo estabelece estratégias para todos os níveis do ensino fundamental, explicou o gerente técnico dessa organização não governamental (ONG), Renato Campestrini.

Foram elaborados 20 livros didáticos com temas vinculados à questão do trânsito e que serão inseridos em disciplinas da grade escolar, entre elas o ensino da física ou da matemática. A ideia é preparar esses estudantes contra os riscos de se envolverem em acidentes, o que será útil ainda para torná-los mais aptos no futuro, quando tiverem a intenção de obter a CHN, esclareceu Campestrini.

Os especialistas ouvidos pela Agência Brasil avaliam que, para combater a violência no trânsito, não se pode escapar do tripé: educação, engenharia (infraestrutura das vias e do transporte) e fiscalização. Para o professor do Instituto de Segurança no Trânsito e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília (UnB), David Duarte Lima, existem defeitos no Código.

“Em vez de mais programa de segurança no trânsito, o que temos é uma mina de ouro por meio das cobranças de multas, que acabam sendo um tapa-buraco nos caixas dos governos.”.

Conforme o professor, há um desequilíbrio na classificação do teor das infrações com os conceitos de gravíssimas, graves e leves. “Na prática, algumas tipificadas de muito graves não o são'”,afirma Duarte Lima, citando como exemplo a punição em torno de mudanças de faixas com multa e perda de quatro pontos na CNH.”Mas são problemas que não se resolve do dia para a noite”, disse.

Em sua análise, uma das soluções para amenizar o fluxo e evitar acidentes é o aumento dos investimentos em transportes, incluindo o sistema sobre trilhos como é feito na Europa. 

Mais educação

Já o engenheiro Luiz Célio Bottura, do Instituto de Engenharia, avalia que o país tem “um bom código”. Segundo ele, a falha “é a falta de educação no trânsito”, combinada com o fato de se investir pouco em fiscalização e de se menosprezar os meios de proteção ao pedestre.

“O cidadão sabe que não deve usar o celular ao volante, mas usa. Ele sabe que não deve ultrapassar o limite de velocidade, mas, se não tem radar, ele excede na aceleração”. Bottura lembra que, em rodovias onde não há sinalização, o limite máximo de velocidade é de 110 km/h, mas deveria baixar para 60 km/h.

Ele também defende ainda maior engajamento dos fabricantes de veículos com a adoção de critérios contra defeitos de produção que implicam em riscos potenciais de acidentes.

Reconhece como evolução positiva os itens de segurança agregados em modelos nacionais, como o air-bag e o cinto de segurança. No entanto, adverte que isso nada vale se forem comercializadas unidades que, eventualmente, venham apresentar panes nesses equipamentos.

Projeto "PARA"

Em Mato Grosso do Sul no ano de 2004 foi desenvolvido o Plano de Ação para Redução de Acidentes "PARA" pelo então comandante da CIPTran Capitão Rogério que hoje é Coronel e ocupa o cargo de Chefe do Estado Maior da PMMS, o projeto visava integrar polícia militar, agetran, detran e demais orgão de trânsito para elaborar e executar aulas para crianças e adolescentes sobre trânsito, blitzes educativas com a participação conjunta de todos os orgãos e as crianças do projeto, confecção de camisetas e panfletos de incentivo e propagação à prevenção de acidentes de trânsito.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Publicado no Diário Oficial autorização para Processo seletivo interno para CFC e CFS na PMMS

O Diário Oficial de n° 9499, desta sexta (22) publicou autorização para o Processo Seletivo Interno (Por antiguidade) para Policiais Militares de Mato Grosso do Sul, nos CFC (Curso de Formação de Cabos) e CFS (Curso de Formação de Sargentos).

Foram disponibilizadas, 340 vagas para o CFC e 300 para o CFS.

Cursos de Formação e Aperfeiçoamento, para Praças e Oficiais, Policiais e Bombeiros Militares, são cobranças constantes da ABSSMS.


A VIDA REQUER SIMPLICIDADE

Com simplicidade a vida fica mais leve.

Viva com serenidade e a certeza de que a cada dia podemos construir uma sociedade melhor.

Uma ótima sexta-feira e um belo final de semana com muitas alegrias.

Que a luz nos mostre o caminho da paz e do bem.


quinta-feira, 21 de setembro de 2017

OÁSIS DA ESPERANÇA

Que o entusiasmo, a energia positiva e a fé sejam fatores determinantes para que continuemos a trilhar pela estrada, contemplando as formas de vida e reconstruindo as relações de amizade, companheirismo e de coletividade capazes de efetivamente povoar este deserto de insensatez, individualismo e indiferença, nos conduzindo para um verdadeiro oásis de paz interior, tolerância e respeito ao próximo.

Que Deus ilumine nossa jornada!!! Ótimo dia!

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

SEGREDO: TRABALHAR EM EQUIPE

Atualmente o mais importante é trabalharmos em equipe, com espírito aberto, humildade e simplicidade, capaz de aprender e reaprender sempre num constante processo de ensino-aprendizagem.

Assim como o artesão que num pequeno pedaço de madeira o transforma numa bela escultura, consigamos neste dia seguir seu exemplo moldando nossas ações na prática de fazer o bem pelo bem inspirados na alegria, na dedicação e na força espiritual.

Que Deus nos mostre o caminho da paz e do bem.

Um excelente dia para seguirmos trabalhando em equipe em benefício da sociedade.

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Comandante Geral da PMMS recebe medalha da Câmara de Vereadores de Campo Grande

O Comandante Geral da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul Coronel Waldir Ribeiro Acosta, recebeu na manhã desta terça feira (19/9) a medalha “Dr. Arlindo de Andrade Gomes” da Câmara Municipal de Campo Grande. A homenagem foi proposta pelo vereador Carlão e aprovada pelos demais vereadores daquela casa de Leis.

O vereador destacou no Projeto de Decreto Legislativo de outorga da medalha que o Coronel Waldir “é um cidadão que com suas ações o faz digno de todo respeito e merecedor da medalha, a qual tem o caráter de reconhecer o papel importante deste cidadão no desenvolvimento de nossa Capital”.

O Comandante destacou a importância da condecoração, lembrando a história de vida do Dr. Arlindo de Andrade Gomes, e dedicou a medalha a todos os policiais militares de MS, “agradeço a todos os integrantes da PM e compartilho esta honraria com nossos heróis que protegem todos os sul-mato-grossenses”. Em seu pronunciamento o comandante geral elogiou os vereadores pelos trabalhos que realizam em benefício da comunidade campo-grandense. A solenidade de outorga de medalha foi prestigiada por oficiais e praças da Polícia Militar.


Mulheres da Segurança Pública de Mato Grosso do Sul lançam movimento pela igualdade

Bom dia amigos e amigas!

Quero convidá-los a participar conosco, no dia 20/09 as 18:30h., na sede da OAB-MS em Campo Grande, ao evento para o lançamento do "Movimento Mulheres da Segurança Pública do MS".

Com objetivo de apresentar a sociedade Sul-mato-grossense a importância da participação da mulher na segurança pública o evento contará com os palestrantes: Dr Mansour Elias Karmouche, presidente da OAB-MS e Roberta Corradi Astolfi, Pesquisadora do Fórum Brasileiro de Segurança Pública

O movimento não visa a busca de privilégios ou a competição com os homens, mas sim o direito igualitário de oportunidades, que seja feito de forma técnica, sem distinção entre homens e mulheres.

Enfim para que possamos trabalhar de maneira compartilhada, homens, mulheres e sociedade, levando segurança e proteção aos cidadãos do nosso Estado.

A entrada será gratuita! 💪🏼💪🏼💐💐💐💐 juntas construiremos uma segurança pública muito mais humana e próxima do cidadão sul-mato-grossense!

Contamos com sua participação!

CONSTRUIR PARA CRESCER

A cada novo dia a vida nos ensina o quanto devemos ter compreensão, serenidade e sabedoria para seguirmos pelo caminho.

Precisamos também compreender a nós mesmos, assimilar nossas limitações e buscar alcançar a realização pessoal e profissional, sempre pautados pelo respeito, sem querer ser melhor que o outro, mas simplesmente termos a possibilidade de participarmos de um projeto evolutivo, construtivo e democrático em prol da nossa sociedade.

Que a luz nos guie para o caminho da paz e da esperança. Um ótimo dia!!

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

ABSSMS participou de panfletagem na campanha de doação de sangue e medula óssea

Neste sábado (16), a Diretoria da ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DOS SUBTENENTES, SARGENTOS E OFICIAIS ORIUNDOS DO QUADRO DE SARGENTOS POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES DE MS, juntamente com os demais integrantes do Fórum dos Servidores de MS, participaram da ação de panfletagem no cruzamento da Avenida Afonso Pena com a Rua 14 de Julho, região central de Campo Grande da campanha de doação de sangue e medula óssea.

O lançamento oficial da campanha será dia 18 de setembro, às 9 horas, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Campo Grande (OAB/MS), com o tema: “#Bora Doar Sangue e Medula?”

Expectativa de cura para milhares de portadores de doenças que afetam as células do sangue, como leucemia, o transplante de medula óssea é a única esperança.Uma em cem mil, é a chance de se encontrar uma medula compatível para a doação.

O objetivo da campanha é conscientizar as pessoas sobre a importância de se cadastrar como possível doador de medula óssea, e conseguir pelo menos 500 novos doadores, em continuidade a campanha de doação de sangue.

A campanha é uma parceria da Caixa dos Servidores, Hemosul, Fórum dos Servidores Públicos do Estado de Mato Grosso do Sul, Instituto Sangue Bom, OAB/MS, Pátio Central – Shopping do Centro, Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul (Coren), Conselho Regional de Farmácia de Mato Grosso do Sul (CRFMS).

“Pessoas com idade entre 18 e 55 anos estão aptas a serem doadoras de medula óssea. Os cadastrados tem seu nome incluído no Redome, que é gerenciado pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca). A participação da população sul-mato-grossense, em especial dos policiais e bombeiros militares é muito importante, pois muitas famílias precisam deste ato de amor ao próximo.” Declarou Thiago Monaco Marques, Presidente da ABSSMS, que esteve presente na panfletagem.

APROVEITE O DIA

Gosto da serenidade e da leveza da alma, pois, nos conduzem a viajar pelo mundo afora.

E assim vamos seguindo nosso destino sempre buscando fazer o bem.

Precisamos seguir a viagem com humildade, simplicidade, fé e sabedoria.

Que continuemos com alegria e leveza de espírito na certeza de que o hoje será o melhor dia.

Um belo dia e uma semana com muita iluminação, paz e bem.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Polícia Federal prendeu 5 em MS, estado que era núcleo fornecedor de droga para cidades de SP

Promotor (mais à esquerda) e delegados da PF de São José do Rio Preto durante entrevista coletiva
Oito integrantes da quadrilha de traficantes alvo da Operação Talpa, da Polícia Federal de São José do Rio Preto, atuavam em Mato Grosso do Sul, estado onde funcionada o núcleo fornecedor de drogas para o interior de São Paulo, conforme a investigação.

Dos oito mandados de prisão para o Estado, cinco foram cumpridos. Três criminosos, portanto, continuam foragidos. Em cinco cidades de Mato Grosso do Sul – Campo Grande, Ponta Porã, Coronel Sapucaia, Amambai e Naviraí – também foram vasculhados 12 endereços.

Os presos no Estado serão levados para São José do Rio Preso, segundo o delegado Gustavo Andrade de Carvalho Gomes, que comanda da força-tarefa e deu entrevista coletiva à imprensa da cidade do interior de São Paulo no fim da manhã deste sexta-feira (15). “Estão sendo transferidos para Rio Preto, vão ficar em alguma unidade prisional local e serão interrogados”.

Polícia Federal foi a imóvel no bairro
Maria Aparecida Pedrossian. (Foto: André Bittar)
Em Mato Grosso do Sul funcionava o núcleo fornecedor de maconha para o núcleo que armazenava e distribuía a droga na região de Catanduvas (SP), segundo apurou a PF.

As prisões decretadas são temporárias com prazo de 30 dias para a conclusão das investigações, completou o delegado da PF.

Todos os integrantes da quadrilha são investigados pelos crimes de tráfico interestadual de drogas, associação para o tráfico e organização criminosa.

A operação – Deflagrada no início da manhã de hoje, a operação tinha 26 mandados de prisão e 26 mandados de busca e apreensão para cumprir em São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul. Cinco pessoas não foram presas sendo três no Estado.

Com cerca de 100 policiais, a ação é coordenada pela polícia de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo.

A investigação começou em agosto de 2015, após informações de que fazendas em Catanduva eram usadas como esconderijo de drogas. A PF constatou ainda que o grupo agia em Catanduva (SP), Ribeirão Preto (SP,) Avanhandava (SP), Goiânia (GO), Campo Grande, Ponta Porã, Coronel Sapucaia, Amambai e Naviraí.

Na rota do tráfico, a droga era transportada em automóveis e caminhões de Mato Grosso do Sul para o interior de São Paulo.

Talpa, nome dado a operação, é uma toupeira que também possui o hábito de viver em tocas, numa alusão à ocultação de drogas.

Em alusão ao mês da prevenção do suicídio, câmara municipal abordou o tema com testemunho de vida

A sessão ordinária desta quinta-feira (14), contou com a participação de José Roberto Gomes, que usou a Tribuna para falar sobre a “Prevenção ao Suicídio”, pela ocasião do “Setembro Amarelo- Mês da Prevenção do Suicídio”. O convite foi feito pela vereadora Enfermeira Cida Amaral.

José Roberto Gomes em seu discurso contou seu testemunho de vida: "Perdi minha esposa e meu filho de dois anos no dia 10 de dezembro de 2016”.

Na ocasião, José Roberto Gomes leu a carta de despedida que sua esposa deixou antes de cometer o suicídio e emendou: "Esta questão do suicídio é um tabu na sociedade, sabemos que infelizmente, algumas condutas religiosas condenam o suicídio e a própria população, mas hoje com minha experiência de vida quero poder contribuir com aquelas pessoas que estão enfrentando algum problema e acreditam que a solução é o suicídio”, contou.

José Roberto de Gomes afirmou que doença mental não escolhe raça, religião e condição financeira. "Doença mental não escolhe se a pessoa é rica, pobre, branca, negra e nem qual religião pertence, quando a pessoa acredita que não tem mais para onde recorrer, pensa no suicídio como solução”, reforçou.

"A pessoa com doença mental precisa ter confiança nas pessoas do seu convívio, é importante a família ter um vínculo intenso e verdadeiro”. José Roberto na Tribuna relatou também o caso de uma jovem que sofria de depressão e recorreu a sua professora para pedir ajuda, "esta professora conquistou a confiança desta aluna e graça a esta relação, salvou a vida desta jovem que pensava que o suícido era a saída”, afirmou.

"Quero contribuir neste mês da conscientização da prevenção do suicídio, na extrema importância dos relacionamentos saudáveis na família, no emprego, sejamos sensíveis, para que as pessoas tenham liberdade de nos procurarem e termos diante disso, o privilégio de ajudar alguém”, frisou.

De acordo com José Roberto Gomes, o suicídio é um alvo para algumas pessoas e, é preciso mostrar para estas pessoas que o sol sempre volta a brilhar.


Nelsinho Trad empossa a comissão do PTB AFRO de Mato Grosso do Sul

Em cerimônia realizada na noite de ontem 14/09, na sede do PTB de Campo Grande, o presidente estadual do PTB, Nelson Trad Filho, deu posse ao novo presidente do PTB AFRO estadual Agnaldo Silva.

Em seu discurso Nelsinho enalteceu a importância do trabalho do núcleo em Mato Grosso do Sul e deu as boas vindas ao novo presidente regional e aos membros que formam a comissão, “vocês trabalharão em consonância com o PTB estadual, o projeto inicial é a implantação desse núcleo em todos os municípios. O PTB AFRO é um núcleo desenvolvido dentro do PTB, com objetivo de propor ações que visem melhorar e aumentar a capacidade de atuação da população afrodescendente na sociedade, promover tratamento igualitário e oportunidades a todos os cidadãos, denunciar e atuar contra toda discriminação,” explica Trad.

O núcleo estadual será presidido por Agnaldo Silva e mais nove membros, “vamos empreender ações que promovam crescimento econômico, cultural e social, coletando demandas e propostas para políticas públicas mais eficientes, e desenvolvendo projetos e debates junto a esta população afrodescendente”, diz Silva.

Também estiveram presentes, a secretária municipal de Educação, Ilza Mateus, o vereador Otávio Trad (PTB), o presidente do PTB Jovem estadual Zé Du, a presidente do PTB Terceira Idade Maria de Fátima, os membros da Executiva estadual Adaltro Albineli, Adilson Rodrigues, Andrea Miranda e filiados do partido.

Armas restritas as Forças Armadas estão liberadas para uso de policiais fora de serviço em todo Brasil

No dia 24 de agosto foi publicado no Boletim do Exército de nº 34/2017, a Portaria de nº 967 de 08 de agosto deste ano, que autoriza a aquisição de armas de fogo de uso restrito, na indústria nacional, para uso particular por policial rodoviário federal, policial ferroviário federal, policial civil, policial e bombeiro militar dos Estados e do Distrito Federal.

Visualizar Portaria n° 967

Conforme esta publicação está previsto a aquisição de até duas armas de fogo de porte e de uso restrito nos calibres .357 Magnun, .40 S&W, .45 ACP ou 9mm, em qualquer modelo, pelos profissionais de Segurança Publica.
 
Esta alteração na legislação, é uma solicitação antiga das entidades policiais representativas nacionais e estaduais, que a exemplo da ABSSMS, entendem que principalmente o uso pistola calibre 9 mm, é um avanço, na proteção individual dos policiais e bombeiros militares e no combate a criminalidade, face ao atual poderio bélico dos criminosos.

A decisão ocorre em meio a uma grave crise de segurança na qual agentes têm sido assassinados por criminosos em momentos de folga. No Rio, mais de cem PMs já foram mortos neste ano.

A maioria dos assassinatos de policiais ocorre fora de serviço, segundo estudo recente do Instituto Sou da Paz. O levantamento, baseado em boletins de ocorrência, revela que 70% dos policiais mortos na cidade de São Paulo entre 2013 e 2014 estavam de folga.

Mato Grosso do Sul, faz fronteiras com os Estados de Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Paraná; além de países como Bolívia e Paraguai, ameaças de atentados contra integrantes das corporações tem aumentado, por conta do firme combate ao crime organizado, das sucessivas apreensões de drogas, que são as maiores do país, por isso a opção dos policiais adquirirem um armamento mais moderno é extremamente salutar para a proteção do profissional e de todos a sua volta.

Atualmente, as portarias internas dos comandos das polícias não preveem a utilização de armas 9 mm, por ser uma decisão recente do Exército, por isto os regulamentos estaduais estão sendo alterados para se adequar a esta nova regulamentação Federal.

Pela portaria publicada pelo Exército, os policiais só podem comprar as pistolas da indústria nacional que se resume a Taurus e Imbel.

Em cada lugar, novos amigos.

Foto da última partida disputada no campeonato da OAB antes da cirurgia do joelho.

Uma ótima sexta e um belíssimo final de semana.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Em sessão solene na câmara municipal advogados foram agraciados com a Medalha "Doutor Nelson Trad"

Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande realizaram, nesta quarta-feira (13), Sessão Solene de outorga da Medalha do Mérito Advocatício "Doutor Nelson Trad". A homenagem foi instituída por meio das Resoluções n° 1.113/10 e nº 1.168/13.

“É uma grande alegria e orgulho sermos homenageados nesta Casa. Essa homenagem, nos honrando com a medalha, nos traz satisfação e muita responsabilidade dado o tamanho do significado deste grande homem para a advocacia. Sabemos, sim, a Justiça tarda. Às vezes, falha. Mas, temos dedicado cada minuto das nossas vidas para que ela prevaleça”, discursou Eclair Nantes Vieira, que falou em nome dos homenageados.

Na ocasião, foram homenageadas diversas personalidades campo-grandenses em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à sociedade.

“Nesse momento de crise, temos uma homenagem desta a estes ilustres advogados. Os vereadores de Campo Grande estão ligados com os clamores e com o exercício da cidadania da sociedade. Neste momento, o reconhecimento da advocacia nos enobrece muito. Esta homenagem é a todos os advogados de Mato Grosso do Sul”, discursou Gervásio Alves de Oliveira, vice-presidente da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul).

Para o prefeito Marquinhos Trad, filho de Nelson Trad, a presença dos advogados “é indispensável à boa administração e à justiça”. “Hoje, cada um de vocês recebe uma honraria maior do município de Campo Grande: uma medalha. Que, para alguns, possa ser de pouca valia. Mas, para todos aqueles que diante de quase 20 mil em todo o Estado, saber pinçar o nome de alguns, deve ser motivo de orgulho. Parabenizo a todos vocês, que Deus abençoe e parabéns por esta homenagem”, disse.

“Embora eu esteja, assim como meus colegas, vereador por um momento, minha essência é a advocacia. Sou advogado desde o dia que fiz um juramento, no qual prometi exercer advocacia com dignidade e independência. Estamos sempre vigilantes às tentativas de diminuírem a justiça e a democracia. Nós, advogados, somos a personificação da justiça. Somos os defensores dos cidadãos, das empresas e das instituições”, discursou o vereador Odilon de Oliveira, que propôs a solenidade.

Confira a lista dos homenageados:
  • Ademir Santana - Cid Eduardo Brown Da Silva e João Paulo Calves
  • Andre Salineiro - Leonardo Flores Sorgatto e Ademar Ocampos Filho
  • Ayrton Araújo do PT - Lucas Tobias Arguello e Luana Cristina Baptistotti Quinhonez
  • Betinho - Henrique Vilas Boas Farias e Jean Phierre Vargas
  • Carlão - Luiz Gustavo Martins Araujo Lazzari e Rodrigo Gonçalves Pimentel
  • Cazuza - Gilson Freire Da Silva e Karen Souza Cardoso Bueno
  • Chiquinho Telles - João Paulo Lacerda Da Silva e Antônio Cezar Lacerda Alves
  • Delegado Wellington - Fábio Rocha e Wellington José Agostinho
  • Dharleng Campos - Ulisses Duarte e Wilton Edgar Sá E Silva Acosta
  • Dr. Antonio Cruz - Diones Figueiredo Franklin Canela e Ademar Amancio Pereira Machado
  • Dr. Lívio - Bento Adriano Monteiro Duailibi e Bruno Terence Romero E Romero Gonçalves Dias
  • Dr. Loester - Oclécio Assunção e Mozanei Garcia Furrer
  • Dr. Wilson Sami - Ricardo Youssef Ibrahim e Lucas Orsi Abdual Ahad
  • Eduardo Romero - Pedro Moura Fé Elias e Marcelo Radaelli Da Silva
  • Enfermeira Cida Amaral - Adriano Araujo Villela e Ronaldo De Souza Franco
  • Fritz - Luciano De Miguel e Patrícia Dos Santos Alencar
  • Gilmar Da Cruz - Edson Macari e Arlindo Murilo Muniz
  • João Cesar Mattogrosso - Luis Gustavo Ruggier Prado e Gustavo Feitosa Beltrão
  • Junior Longo - Viviane Lacerda Lopes Nogueira e Eres Figueira Da Silva Júnior
  • Lucas De Lima - Walquiria Menezes Moraes e Gabriel Affonso De Barros Marinho
  • Odilon De Oliveira - Lauane Braz Andrekowisk Volpe Camargo e Eclair Nantes Vieira
  • Otavio Trad - Andressa Silva Rocha e Rafael Antunes Abud
  • Papy - Christopher Lima Vicente
  • Pr. Jeremias Flores - Viviana Brunetto Fossati e Nedir Martins Da Silveira
  • Prof. João Rocha - Orlando Arthur Filho e Roberto Santos Cunha
  • Valdir Gomes - Nilza Ramos e Laudson Cruz Ortiz
  • Veterinário Francisco - Fabio Isidoro Oliveira e Paulo Da Cruz Duarte
  • Vinicius Siqueira - Marcos Sborowski Polon e Elba Helena Cardoso De Oliveira Alves
  • William Maksoud - João Paulo Cestari Grotti e Fabio Azato
Câmara Municipal:
  • Anderson Régis Guimarães
  • Elvio Marcus Dias Araújo
  • Libera Copetti de Moura Pereira
  • André Luiz Gomes Antonio
  • Suzana Camargo
  • Osvaldo Gabriel Lopes
  • Ralphe Cunha
  • Guilherme Azambuja Falcão Novaes
  • Fabio de Melo Ferraz
  • Rafael Coimbra Jacon
  • Mônica Barros Reis

FAÇA O MELHOR PARA TODOS

Que neste alvorecer em que despertamos para mais uma luta diária, saibamos ouvir mais e num processo de introspecção consigamos mostrar através da nossa alma, espírito e coração o quanto já caminhamos, construímos e estamos sintonizados com a melhoria da qualidade de vida de todos na busca incessante pela paz, pelo bem e pela felicidade.

Que Deus guie e ilumine nossa jornada. Ótimo dia!!

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Lava-Jato, sim; mas só isso?

O Brasil está judicializado. Tudo está sub judice.

A vida nacional está nas barras dos tribunais. Paira no ar uma excitação judicializante jamais vista e sentida nas terras brasileiras.

Na TV, rádio, jornal e sites, o foco é sempre o mesmo: prisões, buscas, apreensões, malas, evasões, Janots, Facchins, operações, mandados, milhões, tudo despejado sobre as mesas dos tribunais.

O país é um grande processo judicial. Somos mais jurisdicionados que cidadãos. Somos duzentos milhões de autos ambulantes.

Com exceção de juízes, advogados, procuradores e réus, não há mais espaço para qualquer outro habitante. Nossa bandeira tem as cores da república curitibana. Nosso símbolo, as algemas. Nosso lema: Operação Lava-Jato (e nosso filme, também). A letra do nosso hino compõe sentenças, acórdãos, embargos e apelações. Nosso alfabeto se resume a três letras: JBS.

Habeas Corpus, a expressão mais corriqueira da rotina nacional, depois de delação premiada e prisão preventiva!

Um povo à espera da próxima condenação, eis a nossa principal atração diária. Isso há quatro anos. Lava-jato, sim; mas só isso?

Ciência, cultura, esporte, tecnologia, desenvolvimento econômico, relações internacionais, saúde, educação, estratégia geopolítica? Que nada! Mero detalhe! Só temos olhos para a operação do dia; o resto pode esperar.

Não conseguimos conduzir duas coisas ao mesmo tempo. Não sabemos dirigir ouvindo rádio. Não conseguimos caminhar e falar ao mesmo tempo. Não conseguimos combater a corrupção e pensar estratégias de governo e de Estado sobre outros temas relevantes.

Ora, os EUA enfrentam o maior dos problemas, que é o terrorismo, mas não se deixa paralisar pelos esforços de todos no combate ao terror. Age em múltiplas frentes e pensa o futuro todos os dias.

Somos o país da monomania e isto está custando o nosso futuro!

Será esta uma marca nacional? Será esta a nossa sina? Isto é uma chaga patológica ou traço de caráter coletivo?

Dormimos, acordamos, almoçamos e jantamos todos os dias há 208 semanas ouvindo, falando e lendo os mesmos nomes, as mesmas acusações, os mesmos processos, as mesmas delações, os mesmos mandados, as mesmas prisões, os mesmos camburões.

Somos todos juízes, advogados e procuradores ao mesmo tempo. Somos a inicial, a contestação e a sentença. Somos o inquérito, o processo e a execução. Somos Moro, Dallagnol e Kakay. Enfim, somos tudo e, por isso mesmo, nada.

Tudo está sub judice neste Brasil judicializado! O futuro que se exploda! E vamos para as próximas delações que ninguém é de ferro...

Servidores da segurança pública estadual terão descontos especiais em Universidade

Servidores da segurança pública estadual e seus dependentes terão descontos de até 60% nas mensalidades dos cursos presenciais de graduação na Universidade Uniderp. O beneficio vale para os agentes da Polícia Militar, Civil, Corpo de Bombeiros Militares e Agentes Penitenciário.

Os descontos podem alcançar até 60% nos cursos de graduação e de até 30% na pós-graduação. A condição não é válida para o curso de Medicina. Já para o curso de Odontologia, as bolsas são de 40%. Medicina Veterinária bolsas de 60%. Ofertas válidas para os cursos presenciais até o dia 20.09.2017 e para os cursos semipresenciais até o dia 28.09.2017

Para ter acesso ao desconto é preciso fazer a pré-inscrição, gratuitamente, através do link https://goo.gl/forms/adenBuBA1mpYGjb62

A parceria é destinada aos calouros que ainda não fizeram a matrícula e que iniciarão seus estudos no segundo semestre de 2017.Após o preenchimento do formulário, os consultores educacionais entrarão em contato.

PAUSA PARA VIVER MELHOR

O silêncio nos leva a uma pausa, um momento de reflexão e assim começamos a enxergar e contemplar o quanto a vida nos proporciona sentimentos e emoções que se apresentam nas suas mais diferentes formas, bons ou ruins, mas sempre carregando consigo um enorme aprendizado a ser transportado por nós.

Um excelente dia abençoado por Deus.


terça-feira, 12 de setembro de 2017

Curso de Linguagem Jurídica para Jornalismo e Comunicação

Lava-Jato, Coffee-break, Anaconda, Cui Bono, Zelotes, Tributos, Mandado de Segurança, Liminar, STF, STJ, Foro Privilegiado, Improbidade Administrativa, Cassação, etc.

Vivemos um momento de judicialização da vida nacional. Diariamente, a imprensa publica - nem sempre com a adequada e correta terminologia – fatos envolvendo prisões cautelares, delação ou colaboração premiada, medidas protetivas, busca e apreensão, flagrante forjado, flagrante esperado, prescrição, violência sexual, invasão de propriedade, presunção de inocência, recursos, demissão, exoneração, absolvição, pronúncia, progressão de regime e muitos outros institutos jurídicos.

O uso inapropriado dos termos jurídicos compromete a qualidade da matéria jornalística e pode induzir a erro o destinatário da notícia.

29 e 30 de Setembro
Informações: agenda@fabiotrad.com.br (67) 3043-1732


Poucas vagas. Não percam!


OUÇA A VOZ INTERIOR

Tem dias que precisamos aprender que no nosso silêncio estamos aguçando a capacidade de ouvir melhor as pessoas, sentir o pulsar da vida e ao mesmo tempo recarregamos as baterias para que calcados na paz interior, no equilíbrio e na sabedoria continuemos pelas estradas da vida.

Que a luz divina nos mostre o caminho.

Um ótimo dia!

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Medalha do Mérito Advocatício "Doutor Nelson Trad" será outorgada a personalidades em sessão solene na próxima quarta-feira

Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande realizam nesta quarta-feira (13), às 19 horas, Sessão Solene de outorga da Medalha do Mérito Advocatício "Doutor Nelson Trad".

A homenagem foi instituída por meio das Resoluções n° 1.113/10 e nº 1.168/13. Na ocasião serão homenageadas diversas personalidades campo-grandenses em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à sociedade.

A solenidade será realizada no Plenário Oliva Enciso, na sede da Casa de Leis, localizada na Avenida Ricardo Brandão, nº 1.600, Bairro Jatiúka Park.

Confira a lista dos homenageados:

Ademir Santana - Cid Eduardo Brown Da Silva e João Paulo Calves
Andre Salineiro - Leonardo Flores Sorgatto e Ademar Ocampos Filho
Ayrton Araújo do PT - Lucas Tobias Arguello e Luana Cristina Baptistotti Quinhonez
Betinho - Henrique Vilas Boas Farias e Jean Phierre Vargas
Carlão - Luiz Gustavo Martins Araujo Lazzari e Rodrigo Gonçalves Pimentel
Cazuza - Gilson Freire Da Silva e Karen Souza Cardoso Bueno
Chiquinho Telles - João Paulo Lacerda Da Silva e Antônio Cezar Lacerda Alves
Delegado Wellington - Fábio Rocha e Wellington José Agostinho
Dharleng Campos - Ulisses Duarte e Wilton Edgar Sá E Silva Acosta
Dr. Antonio Cruz - Diones Figueiredo Franklin Canela e Ademar Amancio Pereira Machado
Dr. Lívio - Bento Adriano Monteiro Duailibi e Bruno Terence Romero E Romero Gonçalves Dias
Dr. Loester - Oclécio Assunção e Mozanei Garcia Furrer
Dr. Wilson Sami - Ricardo Youssef Ibrahim e Lucas Orsi Abdual Ahad
Eduardo Romero - Pedro Moura Fé Elias e Marcelo Radaelli Da Silva
Enfermeira Cida Amaral - Adriano Araujo Villela e Ronaldo De Souza Franco
Fritz - Luciano De Miguel e Patrícia Dos Santos Alencar
Gilmar Da Cruz - Edson Macari e Arlindo Murilo Muniz
João Cesar Mattogrosso - Luis Gustavo Ruggier Prado e Gustavo Feitosa Beltrão
Junior Longo - Viviane Lacerda Lopes Nogueira e Eres Figueira Da Silva Júnior
Lucas De Lima - Walquiria Menezes Moraes e Gabriel Affonso De Barros Marinho
Odilon De Oliveira - Lauane Braz Andrekowisk Volpe Camargo e Eclair Nantes Vieira
Otavio Trad - Andressa Silva Rocha e Rafael Antunes Abud
Papy - Christopher Lima Vicente
Pr. Jeremias Flores - Viviana Brunetto Fossati e Nedir Martins Da Silveira
Prof. João Rocha - Orlando Arthur Filho e Roberto Santos Cunha
Valdir Gomes - Nilza Ramos e Laudson Cruz Ortiz
Veterinário Francisco - Fabio Isidoro Oliveira e Paulo Da Cruz Duarte
Vinicius Siqueira - Marcos Sborowski Polon e Elba Helena Cardoso De Oliveira Alves
William Maksoud - João Paulo Cestari Grotti e Fabio Azato

Câmara Municipal:

Anderson Régis Guimarães
Elvio Marcus Dias Araújo
Libera Copetti de Moura Pereira
André Luiz Gomes Antonio
Suzana Camargo
Osvaldo Gabriel Lopes
Ralphe Cunha
Guilherme Azambuja Falcão Novaes
Fabio de Melo Ferraz
Rafael Coimbra Jacon
Mônica Barros Reis

Em Ponta Porã 4º Batalhão apresenta o balanço das ações durante o “Black Friday”

Durante o período de promoções, parceria entre a polícia brasileira e paraguaia garantiu a tranquilidade dos participantes.

O Black Friday Fronteira, que já ocorre há seis anos nas cidades vizinhas e sempre leva um número enorme de turistas para a região, em busca de descontos de até 50% no preço dos produtos ofertados, aconteceu entre os dias 7 e 10 de setembro nas lojas do lado paraguaio e, no Brasil, nos dias 8 e 9 do mesmo mês.

Segundo balanço da Câmara de Indústria, Comércio e Turismo de Pedro Juan Caballero e da Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã, divulgado pelo presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã, Sr. Amauri Ozório Nunes, este ano, a quantidade de visitantes brasileiros e paraguaios no evento superou todas as expectativas. Em torno de 120 mil turistas brasileiros e estrangeiros visitaram as cidades fronteiriças durante o período, o que teria movimentado cerca de U$ 35 milhões de dólares no comércio da fronteira. Diante da grande quantidade de turistas, os hotéis da região ficaram lotados e a gasolina chegou a se esgotar em alguns postos de combustíveis.

Para prevenir qualquer tipo de incidente negativo, as forças policiais dos dois países contaram com um contingente maior de policiais, que realizaram ações em conjunto para garantir a segurança dos moradores e também dos turistas que estiveram presentes na fronteira. Policiais do 3º e 16º Batalhões vieram designados pelo Comando de Policiamento de Área 1 para reforçar o policiamento ostensivo, o que contribuiu para os resultados favoráveis quanto à preservação da ordem pública e da tranquilidade de todos que participaram do evento.

Durante os quatro dias de policiamento, um total de 389 pessoas e 246 veículos foram abordados e checados. Além do policiamento em pontos específicos e das abordagens, os policiais militares não deixaram de atender outras ocorrências pertinentes ao serviço diário.

Importante destacar que durante todo o período nenhum fato negativo relacionado à segurança do evento e dos visitantes foi registrado durante o período. Um único fato relacionado ao “Black Friday” foi registrado, sendo este um Desacato, ocorrido no primeiro dia do evento, na Avenida Brasil, área central do município, no qual um cidadão em visível estado de embriaguez teria feito gestos obscenos a uma Guarnição da Polícia Militar.

O comandante do 4º BPM, Tenente Coronel Waldomiro Centurião Machado, avaliou como extremamente positivo o balanço das ações do 4º Batalhão e assegurou que a integração das forças de segurança das cidades vizinhas deve continuar, a fim de garantir a manutenção da tranquilidade pública da região fronteiriça. “Estes resultados são frutos do trabalho em parceria e do direcionamento das ações, a exemplo da intensificação do policiamento ordinário em locais estratégicos”– avaliou o Comandante.