quinta-feira, 20 de julho de 2017

DETRAN MS põe em prática "big brother" para aulas de direção

A partir desta quinta-feira (20), todos os exames teóricos e aulas práticas nos processos de formação de condutores para solicitação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) em Mato Grosso do Sul serão monitoradas por áudio e vídeo dentro dos veículos, além da identificação por meio de biometria dos alunos e instrutores.

A medida visa dar mais rigor no processo de formação de condutores nas autoescolas estaduais, com mais transparência nas avaliações, e evitar qualquer tentativa de fraude durante o processo.

Pelo menos é o que prevê o Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) que anunciou o videomonitoramento completo em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

“Todos os exames e aulas práticas vão ter câmeras com capacidade de gravar imagem e som com transmissão do desempenho dos alunos para o Detran” , disse o diretor-presidente do órgão, Gerson Claro.

Segundo ele, essa ação segue a Resolução 238/2014 do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). “O videomonitoramento vai registrar o trajeto e a distância percorrida, e assim os alunos vão ser acompanhados e fiscalizados em tempo real pelo Detran”, ressaltou.

Além do videomonitoramento, também já está em prática o sistema de identificação por biometria. Assim, em todos os exames teóricos e práticos agora o aluno tem que passar pela biometria, tanto no início quanto no final. Significa que em todos os processos a pessoa será identificada pelos exames biométricos.

O Detran avalia que a identificação biométrica tornará impossível haver fraude na identificação do aluno. “Uma pessoa não poderá fazer exame ou aula por outra. Praticamente não existe fraude no Detran de Mato Grosso do Sul e a biometria vem para tornar isso impossível”, declarou Gerson Claro.


Com o sistema de monitoramento os alunos vão ser
acompanhados e fiscalizados em tempo real pelo Detran

(Foto: Richelieu de Carlo)
“Antes a biometria já funcionava para exames teóricos, mas agora é total”, frisou o diretor do Detran. Rosilda Melo, diretora da área de Habilitação, disse que desde 2011 a biometria já vinha sendo aplicada em exames teóricos em sala de aula, e o viodeomonitoramento desde 2015.

Pelo que foi anunciado na entrevista coletiva, a partir de hoje todas as 220 autoescolas de Mato Grosso do Sul terão que se equipar com o sistema de biometria e videomonitoramento para atender seus alunos. Cada autoescola vai ter que comprar ou alugar seu equipamento. Caberá ao Detran homologar as empresas que irão fornecer e a decisão entre comprar ou alugar estará a cargo das autoescolas.

“A partir de hoje todo aluno que protocolar pedido de carteira de habilitação, quando for fazer aulas praticas e exames práticos, as autoescolas já vão ter que estar equipadas, todas. Se não estiverem equipadas, as horas-aula não serão computadas”, alertou Gerson Claro.

De acordo com dados do Detran, entre janeiro e junho deste ano foram realizados 240 mil exames para emissão de CNH em Mato Grosso do Sul, incluindo teórico, prático e médico. Desse total, foram feitos 40 mil exames práticos

Sem repasse para os alunos – Presente na entrevista coletiva, o presidente do Sindicato das Autoescolas de Mato Grosso do Sul, Vagner Prado, disse que a modernização tecnológica do sistema de emissão de CNH não irá onerar o bolso dos condutores.

Segundo ele, as autoescolas vão absolver o aumento dos custos e não haverá impacto no bolso dos alunos. “O custo será de R$ 3 a R$ 4 por aluno e esse valor será absolvido pelas autoescolas sem repasse para os alunos”, afirmou ele.

Nenhum comentário: