sexta-feira, 30 de junho de 2017

MEU TEMPO SUMIU?

Vivemos num contexto histórico em que não temos mais o tempo necessário para conversarmos, bater um papo agradável, reencontrar os amigos e relembrar os bons momentos da vida.

A quantidade de informações despejadas não permite que usufruamos melhor a vida com aqueles que nos rodeiam.

É preciso modificar hábitos, escolher aquilo que realmente nos faz bem e aproveitar a vida com muita alegria ao lado família, dos colegas e amigos.

Que Deus nos conceda a possibilidade de aproveitar melhor cada instante de nossas vidas.

Um ótimo dia e um excelente final de semana.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

TREM DA VIDA

Assim é a vida, vamos seguindo em frente e cada estação do trem da vida vamos conhecendo novos personagens que embarcam e desembarcam na nossa história.

Embarcamos na primeira estação do trem e seguimos nosso destino, mas às vezes não percebemos que da forma como conduzimos a vida não iremos descer em estação alguma, pela simples falta de tempo.

Cada estação do trem da vida tem algo para nos ensinar, pessoas que irão desembarcar e outras ingressar em nossas vidas, não precisamos ter pressa, ficar ofegantes sem antes reabastecermos nossos corações em cada parada com pensamentos positivos, com a generosidade, compaixão e com o espírito alegre.

Com certeza estamos sempre crescendo de maneira pessoal, profissional e espiritual fazendo do retrovisor do nosso carro um constante olhar no sentido de fazermos uma reflexão para melhorarmos a nossa trajetória na prática do bem pelo bem.

O trabalho de formiga que cada um desenvolve é um alicerce da fundação de uma sociedade mais justa, inclusiva e fraterna.

As atividades características da vida como o pensamento, a sensibilidade, a afetividade, entre outros reafirmam nosso propósito de realçar a vontade de fazer o bem sempre.

Quiçá possamos desembarcar na última estação do trem da vida na certeza de termos contribuído para que a nossa sociedade tenha fé, esperança, serenidade, sabedoria e a capacidade de transformar e melhorar a vida de todos.

Que Deus abençoe e ilumine nosso caminho hoje e sempre.

Um excelente dia!!

terça-feira, 27 de junho de 2017

SER FORTE

A sabedoria consiste em solidificar nossos pensamentos em palavras, gestos, ações e atitudes concretas, reais e palpáveis focadas na caridade, no amor e no saber ouvir o outro na esperança de estarmos juntos contribuindo para o engrandecimento da nossa sociedade.

Ser forte é saber enfrentar as adversidades na certeza de que, apesar das nossas limitações naturais, é possível superá-las quando percebermos que a união e a alegria estão presentes em nossos corações.

Que a real razão da nossa existência floresça na fé e no amor irradiando as verdadeiras conquistas que vem da alma, como a simplicidade e a alegria de bem viver.

Que Deus ilumine nossa jornada de lutas diárias com muita paz e bem. Um ótimo dia.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

CONSTRUÇÃO DIÁRIA

O caminho é uma jornada que iniciamos dentro de nós e procuramos perceber que o alimento da alma vem da alegria, da fé e do amor tornando nossas vidas mais leves, suaves e equilibradas.

A cada novo amanhecer temos que semear a concórdia, a paz interior e a conexão com aqueles que querem realmente estar conosco, nos apoiando e contribuindo para o nosso crescimento.

Vamos em frente buscando o bem, a paz e a harmonia reservando ainda o direito de não colocarmos a culpa nos outros pelas nossas falhas, mas sim encontrarmos as melhores alternativas para equacionarmos os nossos problemas.

Para isto é preciso que façamos uma reflexão diária e com um novo olhar encontraremos a melhor saída para as dificuldades, da mesma forma que as nuvens encobrem o sol temporariamente, nossas vidas conseguirão brilhar novamente quando acreditarmos que nossos problemas são passageiros à medida em que crescemos na fé, no amor e na alegria de viver a vida na sua plenitude.

Que possamos a cada dia construir uma energia positiva constante, serena e irradiante para assim começarmos a transformar o nosso interior e exteriorizar os sentimentos mais belos da alma e dos nossos corações superando nossos limites e aflições na busca incessante pela fé, paz e bem.

A mudança já começou dentro de nós e Deus é o nosso maior tesouro a ser compartilhado a cada novo alvorecer. Um ótimo dia e uma semana repleta de novas amizades e de realizações.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

VAMOS TENTAR?

Que a cada registro no livro da vida conste palavras singelas e essenciais para a evolução da natureza humana como o amor ao próximo, a tolerância, o diálogo, a espiritualidade e a compreensão.

Com certeza não conseguiremos na totalidade realçar todas estas palavras, mas o simples fato de começarmos a pensar, refletir e rever nossas atitudes já é um recomeço para que possamos reconstruir a sociedade pautada na dignidade humana e nos seus valores fundamentais como a vida, a liberdade, igualdade, a fraternidade e o perdão.

Que Deus ilumine a nossa jornada de lutas diárias.

Um ótimo dia e um excelente final de semana.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

“Homo-zapzapiens”

Diversas espécimes de personalidades desfilam pelo meu zap-zap com desenvoltura ímpar. Por vezes, tenho a impressão de que a mesma pessoa são duas: uma, ao vivo; outra, no zap.

Cinco matrizes tipológicas de perfis ”zapeanos” me impressionam pela riqueza do conteúdo psicológico.

  1. Homo-zapzapiens diplomático: este só posta BOM DIA, BOA TARDE e BOA NOITE. Só, mais nada. Todos os dias. Todas as tardes. Todas as noites. Feriados, dias úteis, carnavais, finados, enfim. Pontual. Não falha. Incrivelmente disciplinado. Tem dia que não respondo; não importa. Ele não dá a mínima para o meu involuntário desprezo. E, quando retorno o BOM DIA, ele vai responder apenas horas depois com um solene BOA TARDE. E por aí segue...
  2. Homo-zapzapiens necrológico: este não é de conversa, fica longe de qualquer comentário ou opinião, porém quando alguém morre, eis que ele surge com vigor imperecível: “Morreu Dona Maria, filha do tio do compadre João que mora em Ourinhos”; “Acaba de falecer o Pastor Elias. Velório e sepultamento, já informo.” Quando Deus não chama para o seu convívio alguém remotissimamente conhecido, ele faz um silêncio sepulcral. Até o próximo chamado divino...
  3. Homo-zapzapiens eroticus: pessoalmente é respeitoso, focado em conversas sérias e civilizadas, provido de linguagem culta, enfim, um certeiro e normal tipo comum de pessoa. Só que no zap-zap se transforma em um plantonista do sexo pornô. Em média, ao longo de um dia normal (exceto feriados, porque na folga aumenta o ritmo das postagens) deve enviar, sem exagero algum, setenta e cinco vídeos de malabarismos tântricos e “sexopatas” olímpicos. Suponho que deva tomar diariamente uma jarra de testosterona em jejum. Só pode!
  4. Homo-zapzapiens assustado: este tipo peculiar parece que nasceu de improviso... Sempre tomado pelo susto, anuncia suas postagens com um retumbante: “Você viu isso?” ou “Meu Deus, leia isto urgente”... como se a notícia fosse um caso de vida ou morte para você ou alguém de sua família. Nada disso: “Cientistas descobrem a existência de mais 20 planetas a bilhões de anos-luz do sistema solar”... e por aí vai... de susto em susto até o próximo alarme!
  5. Homo-zapzapiens sanguinário: trata-se de um perfil obcecado por vídeos e mensagens de conteúdo violento. Brigas, assassinatos, execuções, tiroteios, acidentes de carro, atropelamentos, tragédias individuais e coletivas, enfim, quando ele aparece na tela, pode preparar o estômago, porque vem chumbo. Incrível a capacidade de diversificar a violência das postagens. Mais incrível ainda é vê-lo todas as quartas-feiras na novena, rezando como um manso e cordato cristão. Vai entender...

Quem são eles? Não importa. São meus amigos. Eu os recebo de braços, coração e zap abertos. E ponto final!

APROVEITE O DIA

A alegria de viver está intimamente relacionada a concretização dos sonhos e na fé por um mundo melhor.

Ótimo dia com muita paz, serenidade e perseverança.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

MOMENTO PROPÍCIO

Aprender a cada nova manhã que é preciso cultivar as flores do nosso jardim, a semear a tolerância, o respeito, o amor, a fé e a sabedoria ao longo dos canteiros da vida permitirá que nosso olhar ultrapasse os limites da cegueira momentânea a qual coloca o "eu" antes do "nós", o individualismo antes do coletivo e nos possibilitará gerar a esperança de um mundo mais fraterno, inclusivo e solidário.

Que Deus ilumine nossa jornada de lutas diárias com muita paz e bem. Um ótimo dia.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

MOSAICO DA VIDA

A vida é fragmentada como se ao final fossem juntados todos os pedaços e formasse um grande mosaico.

Tem horas que estamos fragilizados e nossos amigos e familiares nos confortam e nos trazem paz.

Tem outras que pensamos em tudo aquilo que já fizemos e o quanto temos a melhorar.

A cada instante em que as palavras e as frases vão se formando e transformando em mensagens codificadas oriundas do fundo da nossa alma, sentimos uma sensação de liberdade por poder compartilhar com todos nossos sentimentos.

A cada alegria, tristeza, sorriso, lágrimas, vamos deixando pelo caminho rastros de que construímos uma história de vida pautada na dedicação, no sacrifício e na luta diária em perfeita harmonia e certeza de que nos momentos mais difíceis Ele nos carregou.

Assim seguimos nossa jornada pelas estradas da vida e a cada ponte que cruzamos é sinal de que mais uma etapa foi vencida com fé, amor e perseverança.

Com os ensinamentos e experiências adquiridos ao longo do tempo devemos seguir na realização das boas ações, no respeito ao próximo, na solidariedade e na sabedoria para juntos terminarmos de montar este belo mosaico que retratará a história de vida de cada um em prol do bem comum.

Um ótimo dia e uma belíssima semana.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

TUDO PASSA

Muitas plantas ainda florescem, outras as folhas caem ao chão e se vão embora com o soprar do vento desaparecendo no horizonte. Assim é a nossa vida, cheia de escolhas e oportunidades a cada instante que se não cuidarmos o vento poderá levar.

Que neste dia depois da tempestade que possamos caminhar com fé e esperança para que Deus ilumine e abençoe nossa jornada e que aprendamos sempre a cultivar as plantas da amizade, da tolerância e da sabedoria.

Um excelente dia e um ótimo feriado.

terça-feira, 13 de junho de 2017

Um papo com Seu Antônio !

- Posso te chamar simplesmente Seu Antônio ?
- Claro, como quiser. Nome é o que menos importa.
- Sou de Campo Grande. Conhece?
- Acha que eu seria ingrato com a cidade que me evoca como padroeiro? Ainda mais com aquele poente alaranjado...
- Seu Antônio, do alto da sua morada, arrostando paredes infinitas de múltiplas dimensões do Universo, você ainda acredita na humanidade?
- Desde sempre, Fábio. A questão não é apenas acreditar nela, mas trabalhar por ela e com ela. Faço isso todos os dias sem me perguntar a razão e o destino. Simplesmente, faço.
- Mas somos tão pequenos diante de tudo! Diante do tempo, somos um cisco; diante do espaço, somos um traço... afinal, por que gasta seu tempo conosco?
- Eu não sei o que é tempo e o espaço é um jeito de ver as coisas. Daqui do alto, vocês todos são vizinhos, moradores da mesma semântica. Na proposta e no sentido, nada os difere.
- Por que ser santo é tão difícil?
- Ser santo não é um fim em si mesmo. Trabalhe a sua obra com atos de santidade. Em silêncio.
- Mas qual a sensação de evoluir?
- A mesma do artista quando termina a obra que considera a mais bela.
- E o que se ganha com isso?
- Sabedoria para ver que a existência não é uma conta corrente. Existem dívidas abençoadas e créditos traiçoeiros.
- Voltando à Campo Grande, o que acha do nosso povo?
- Tímido.
- Pode me explicar?
- O campo-grandense não se expõe porque ama a liberdade só até o ponto em que não se ameace a segurança. Não é um povo que gargalha a vida, talvez porque ainda não se libertou das amarras da imagem.
- Isso é bom ou ruim?
- É bom e ruim, por isso que edulcoro os ventos para bailar com as araras que voam sobre vocês. Acho que ajuda um pouco...
- E o Brasil, Seu Antônio?
- Estou preocupado.
- Por que ?
- A democracia não foi feita para dar tapa na cara por causa de uma ideia.
- E por que você não intervém para nos ajudar?
- Eu trabalho. O resto é com a História...

NÓS PODEMOS

O mar na sua imensidão e complexidade guarda tesouros incalculáveis e o homem na vã tentativa de encontrá-lo enfrenta tempestades, ondas gigantescas e adversidades, pois, está focado no seu objetivo maior: as riquezas materiais.

Na verdade o mar nos ensina a refletir sobre tudo o que fazemos, o que queremos e para onde vamos. Mostra que o maior tesouro na verdade são as pessoas que vivem conosco todos os dias, no mesmo barco rumo ao desconhecido.

Um tesouro que se encontra ao nosso lado, inexplorado, que não damos a devida importância e que só o tempo irá nos mostrar.

É preciso despertar todos os dias para transformar a vida das pessoas em alegria, união, fé e esperança para que possamos construir uma nova história de vida, num mundo repleto de angústias, medos e desilusões.

O maior tesouro que temos é aquele que brota da alma e do coração para fazermos o bem pelo bem sempre.

Devemos aprender a superar as divisões e os conflitos existentes nos mais diversos grupos sociais participando comunitariamente e reduzindo gradativamente palavras ruidosas que apenas poluem o nosso ambiente e nada acrescentam de valor em nossas vidas.

Vamos olhar para o nosso íntimo e expressar de corpo e alma a nossa fé, o amor ao próximo, a compreensão e a força interior para superar os obstáculos seguindo nosso caminho com serenidade, aliança e com uma vontade imensa de estar sempre aprendendo a atravessar o caminho na certeza de produzir bons frutos para nossa sociedade.

Que Deus abençoe e ilumine nosso dia!!!

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Por vezes a vida se torna pesada, dura e áspera

Mas por mais difícil que seja o tempo que você está vivendo, por terrível que seja o fardo, nunca esqueça que esses são também momentos de oportunidade, de mudança, de transformação e superação.

Aqui nos é dado provar a nossa força, a nossa tenacidade. E nunca desespere, pois dias melhores vão chegar.

Tenha uma ótima segunda-feira e uma excelente semana e que nenhum mal te alcance, que nenhum medo te aflija e que a sua luz ilumine teu caminho e o seu dia! Bom dia!

FRATURA EXPOSTA

Não poderia ser diferente as decisões que observamos no cenário brasileiro, resguardados aqueles que realmente dignificam e tão bem representam nossa gente na busca contínua pela melhoria de bem servir a sociedade.

Combate à corrupção não é bandeira de alguns personagens das gerações que nos antecederam, aliás, tudo o que acontece é normal, o famoso jeitinho brasileiro.

Estamos vivendo um momento histórico que desaguará inevitavelmente na defesa incondicional dos princípios da Administração Pública insculpidos no artigo 37 da Carta Magna: a moralidade, a impessoalidade, a legalidade, a publicidade e a eficiência.

Viveremos dias intensos com diversas fraturas expostas, a única forma de resolução será um procedimento cirúrgico fundamental para estabilizar um paciente que chora, geme de dor, clama por um atendimento real e profundo, que está agonizante, mas tem esperança, e não é qualquer paciente, simplesmente é o nosso querido e amado gigante chamado Brasil.

Venceremos, mais cedo ou tarde, as gerações futuras, na nossa velhice cobrarão o que fizemos ou aquilo que deixamos de fazer. Quiçá possamos erguer o gigante que mesmo combalido, luta bravamente em todos os rincões por dias melhores.

Um ótimo dia e uma belíssima semana.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Pituka fugiu... Fugiu por quê?

Pituka, nossa nobre vira-lata, fugiu. Simplesmente, assim!

A todos deixou perplexo com o gesto aparente de ingratidão. Ou talvez rebeldia?

O fato é que Pituka aproveitou a nossa distração e desafiou a selvageria da liberdade plena. Enfrentou-a de peito aberto. Saiu por aí e não olhou para trás. Tomou água suja, lambeu ossos velhos, tropeçou no asfalto poroso da cidade e nada disso a intimidou.

Oh, Pituka, por que fugiu assim? Nenhum de nós, acredito, lhe causou qualquer desgosto, ao contrário, sempre a cobrimos de afeto e proteção: ração de primeira, cama acolchoada com kit cobertor para frias noites, água filtrada, coleira anti-mosquito e vacinação em dia. Até sua vaidade canina foi saciada com o "book" fotográfico com que a Nathacha lhe presenteou no dia do seu natalício. Aliás, neste dia, preparamos-lhe um bolo de carne para festejar sua vida. Lembra-se?

E mesmo assim, apesar de tudo e de todos, ignorando e desprezando todo o patrimônio afetivo que amealhou conosco em meses de convivência, partiu para o mundo e sequer dos seus se despediu.

Devemos lamentar que te encontraram, Pituka? Ainda tem vivo o plano de bater em retirada, desejando nunca mais retornar? Se este é o seu intento, cremos que é chegada a hora de nos separar. Respeitemo-la na sua fome de aventura infinita, afinal prefere liberdade à segurança.

De triunfal o seu retorno nada teve. Veio carregada por um dos nossos porque foi, casualmente, flagrada por olhos solidários de amigos comuns. Será por isso que está acabrunhada e sem coragem de nos olhar nos olhos como devem fazer os amigos de verdade na hora da cobrança?

Sim, Pituka, estamos profundamente magoados com o seu gesto. Magoados, mas, estranhamente, agradecidos.

Quer saber o motivo da nossa gratidão?

Aí vai: você nos fez ver o tamanho da nossa ignorância ao não entender que a sua natureza não pode se curvar ao nosso amor, porque o nosso amor é nosso, não seu, e, você, embora saiba que a amamos, não pode ser obrigada a negar sua essência em nome do amor que nos faz sentir.

Você, Pituka, não fugiu para se livrar de nós, mas para reencontrar-se consigo mesma. Perdoe-nos pelo egoísmo de te amar!