quinta-feira, 16 de março de 2017

TENSÃO NA FRONTEIRA: Execução de Ronny Pavão deixa polícia em alerta para possível guerra entre narcotraficantes

Polícia paraguaia teme que o assassinato provoque nova onda de violência
A Polícia Nacional do Paraguai fechou a fronteira ocupando a Avenida Internacional, entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã, para evitar confrontos do crime organizado.

A medida foi anunciada pelo Governo de Amambay do país vizinho na manhã de ontem, depois da execução do brasileiro Ronny Chimenes Pavão, irmão do narcotraficante Jarvis Chimenes Pavão.

A preocupação é que aliados tentem vingar o assassinato, promovendo uma onda de terror na região, assim como aconteceu no ano passado, após investida de guerra que culminou na morte do então barão do tráfico Jorge Rafaat Toumani.

Segundo o jornal paraguaio ABC Color, autoridades estão em alerta máximo, monitorando toda a faixa de extensão da avenida a fim de inibir a violência.

O chefe da polícia do Estado de Amambay, Walter Gomez, afirma que os confrontos podem acontecer em solo paraguaio, que é para onde os pistoleiros fugiram.
Saiba mais:

Nenhum comentário: