sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Polícia Militar já identificou "pichadores do PCC" e deu início a ações

A Polícia Militar de Campo Grande garante que já tem identificados alguns suspeitos de serem os autores de pichações destacando a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), no distrito de Anhanduí.

Segundo o Tenente-Coronel Emérson de Almeida Vicente, responsável pela corporação na área, reuniões serão feitas já nesta sexta-feira (27) com os comerciantes e o subprefeito do distrito, Ernesto Francisco dos Santos, para troca de informações e estreitamento das relações visando diminuir a sensação de insegurança dos moradores.

“Nosso setor de inteligência já tem alguns nomes, estamos trabalhando em cima, juntando provas e evidências para que os autores sejam detidos”, disse Almeida.

Para o coronel Almeida, a situação no distrito, formado basicamente por vendedores de alimentos caseiros às margens da estrada, não é de alarde. “Vamos tentar organizar uma forma dos moradores apagarem (as pichações). Não é o caso de se criar um clima de tensão, uma propaganda negativa. Vamos planejar medidas preventivas”, disse.

"Já agora na parte da manhã em operação pelo distrito uma guarnição da Policia Militar se deparou com um cidadão com mandado de prisão em aberto, as rondas vão ser reforçadas e intensificadas", concluiu o Coronel Almeida.

A motivação das pichações ainda é mantida em sigilo para não atrapalhar as investigações. A Polícia Civil, no entanto, investiga se há integrantes do PCC morando na vila.

Por ser um lugar isolado e de rápido acesso a São Paulo, chamariam menos atenção das autoridades. Um inquérito está em andamento.

Nenhum comentário: