segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Mato Grosso do Sul tem situação mais tensa do Centro-Oeste

A Região Centro-Oeste também está sob o domínio, dentro e fora do sistema prisional, das duas maiores facções criminosas do País, o Comando Vermelho (CV) e o Primeiro Comando da Capital (PCC). Para o promotor do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado em Mato Grosso (Gaeco/MT) Samuel Frungilo, a presença maior é do Comando Vermelho, embora o PCC esteja presente em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.
Penitenciária de segurança máxima de Campo Grande MS
Frungilo não descarta um efeito dominó aos moldes dos embates sangrentos que aconteceram na semana passada em presídios de Manaus (AM) e Boa Vista (RR). “Em Mato Grosso é menor a possibilidade, mas não impossível. Nos outros Estados da região, especialmente Mato Grosso do Sul, a situação é mais grave.”
Fábio Trad em 2013 como deputado federal já alertava sobre a ineficácia do sistema prisional brasileiro
Na Região Sul, o PCC tem sido a facção criminosa mais forte e atuante no Paraná. Já no Rio Grande do Sul a facção paulista não demonstra o mesmo fôlego. Os grupos Bala Na Cara, Antibala, Manos e Abertos ocuparam recentemente o noticiário por disputas de pontos de drogas na capital. Em Santa Catarina, o Primeiro Grupo Catarinense (PGC) tenta fazer frente ao PCC, com incursões a outros países.

Nenhum comentário: