sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Hotel pet deixa animais sem supervisão e cães morrem enforcados

por: Dany Nascimento

Revoltada por ter perdido dois cachorrinhos, Soraia Amado utilizou as redes sociais para demonstrar indignação diante do que viveu nos últimos dias em Campo Grande e faz um alerta para aqueles que possuem animais, já que ao deixar dois cães em um hotel que se dizia apropriado para cuidar dos mesmos, recebeu a ligação com a notícia de que ambos teriam morrido.
Toddy e Dudu ficariam hospedados no local até o dia 30 de dezembro

Conforme a publicação, Toddy e Dudu foram deixados no local para receberem cuidados, pois Toddy deixava os donos preocupados devido ao peso e Dudu apresentava alguns problemas comportamentais e por não querer separar os 'irmãos', os donos deixaram os dois sob responsabilidade da creche para pets.

O combinado era que ambos ficariam no local de 16 de novembro até 30 de dezembro, mas uma ausência de seis horas levou os bichos a óbito. "Foram para este local e tudo corria bem, até domingo, quando a dona e responsável pelo local, precisou se ausentar, ficando, segundo ela, das 15 horas às 21h30, sem se preocupar com eles neste período, não lembrou que estavam com a trela em nenhum momento (palavras dela), pois o outro assunto era mais urgente", diz a publicação.

De acordo com Soraia, no momento em que a dona conseguiu retornar para a creche, encontrou os dois cachorros mortos. "Quando ela retornou os dois estavam mortos, enforcados. Como os dois estavam atrelados, morreram enforcados, pois ficaram mais de seis horas sem alimento (jamais em minha casa ficam este tempo sem se alimentar) e o Dudu tinha pavor de fogos (fato comunicado inúmeras vezes, inclusive por escrito) e neste dia teve fogos pela cidade toda devido a passeata, tentou fugir não sabemos por que".

Soraia destaca que os animais morreram no domingo, mas a família recebeu a notícia apenas no outro dia. "A notícia do falecimento dos animais chegou no domingo. O fato ocorreu, segundo fomos informadas, às 21h30 da noite de domingo. Já estavam sem vida, só fomos procuradas na segunda por volta das dez da manhã . Dudu subiu em uma gaiola encostado em uma janela aberta com grades, não conseguiu ir por causa do Toddy que não era ágil como ele, tentou voltar, mas foi por um pedaço da grade e voltou pelo outro. Tudo isso sem supervisão".

Ao procurar profissionais da área para conversar sobre a tragédia, Soraia foi informada de que Toddy e Dudu sofreram muito com o ocorrido. "Segundo três veterinários que conversei sofreram muito antes de morrer. Sei que alguns não entenderão nosso sofrimento, pois para esses, são só animais, mas não pensamos assim e espero que respeitem está dor".

A imprensa entrou em contato com a creche, que alegou que não pretende se pronunciar sobre o ocorrido. "Fomos orientados a não falar mais desse caso, podem fazer o trabalho de vocês".

Nenhum comentário: